' ' ' diarioweb.com.br - Notícias
S. J. do Rio Preto - Domingo, 21 de setembro de 2014 




 
 
Notícias
Diarioweb Busca de Notícias

 
Arquivo de Notícias
Carnaval
Dossiê Diário
A inteligência contra o crime
Diário Olímpico
AgroDiário
A vida como ela é
Barretos
100 anos da imigração japonesa no Brasil
Beira D Água
Rio Preto 157 anos
Copa 2002
Charge
Cidades
Chame o Diário
Diário História
Copa 2006
Comportamento
Economia
Copa Diário/Sesc
CPI Banestado
Jogos Abertos
Rio Preto 156 anos
AgroDiário
Expo Rio Preto
Educação
Eleições
Santa Europa
Esportes
Rio Preto 154 anos
Meio Ambiente
Guerra no Golfo
Política
Paz no Trânsito
Revista Bem Estar
Rio Preto 153 anos
Saúde
Semae
Sua Casa
Tecnologia
Turismo
Últimas Notícias
Veículos
Zé Buracão
Divirta-se
Cinema
Teatro
Eventos e Shows
Galeria de Fotos
Coluna Social
Horóscopo
Diário Imagens
Opinião
Artigos
Bastidores
Coluna do Diário
Defesa do Consumidor
Dividida
Editorial
Flash Bola
Opinião do Leitor
Proteja-se!
Mário Luiz sabe o que diz
Serviços
Loterias
Estradas
Mapa do site
Notas de Falecimento
Contato
Nossos telefones
Fale Conosco
Disque Denúncia
Anuncie
Elas ainda vivem
As cristaleiras valorizam os projetos modernos
São José do Rio Preto, 1 de março de 2009
  Hamilton Pavan  
Mercado de antiguidades oferece modelos em estado original

Leda Nascimento

03:54 - Antiga ou não, o fato é que ter uma cristaleira em casa continua sendo chique. E para quem até gosta de um toque retrô na decoração, mas não possui um ambiente totalmente clássico para colocar um móvel deste estilo, pode até usá-lo em um espaço de perfil contemporâneo ou com linhas modernas, desde é claro, que se tenha bom senso. Para não errar, basta obedecer ao critério de aliar o design do mobiliário em sintonia com a ambientação e os outros elementos que o cercam. A dica partiu do decorador de interiores Douglas Branco. “Uma cristaleira torneada vai bem em uma decoração clássica, agora, se a sua casa é moderna, recomendo um modelo mais reto”.

Se a opção é por uma decoração tradicional, Branco sugere além do acabamento em madeira entalhada, incrementar a cristaleira com um revestimento a base de tecido adamascado ou papel de parede clássico. Como ali, geralmente, guarda-se objetos de cristais, porcelanas e utensílios de material refinado, o decorador dá a dica de se instalar na cristaleira alguns pontos de iluminação interna. “A luz irá enriquecer o móvel e destacar os itens em exposição. O recurso fica um luxo”.


Hamilton Pavan
Cristaleira usada para acomodar presentes das Bodas de Ouro; acabamento em ferro e linhas modernas

Mercado de antiguidades
No mercado de antiguidades há modelos para atender a todos os gostos. Desde cristaleiras antigas que preservam o estado original, a desenhos mais modernos com leve releitura do passado e até de madeira de demolição, para quem busca uma alternativa rústica. O comerciante Alex Guarezini, da loja Arco da Velha, de Rio Preto, diz que dentro da linha de móveis antigos, as cristaleiras são as mais procuradas. “Trabalho com antiguidades e também revendo réplicas, para atender aos clientes que procuram peças menos detalhadas, de ar mais contemporâneo”. Mesmo as reproduções, segundo Guarezini são feitas em respeito ao uso de madeira maciça, geralmente fabricadas em cedro ou canela. As cristaleiras custam entre R$ 700 e R$ 4 mil. Quanto mais preservadas e de melhor qualidade for a madeira, mais elas valem.
Hamilton Pavan
O restaurador Juliano Geraldes especializou-se em recuperação de cristaleiras

Restauração
O restaurador de móveis antigos Juliano Geraldes, diz que o ofício exige conhecimento e precisão para detalhes. “O importante é diferenciar restauração de reforma. O bom resultado depende de pesquisa, capricho, ferramentas e uso de produtos corretos. Se a pessoa aplica um verniz errado ou lixa demais, em minutos, pode estragar um móvel valioso”. Ex-funcionário público do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com formação em Direito, Geraldes largou a antiga profissão para dedicar-se exclusivamente ao trabalho autônomo de restaurador. “É algo que me identifico e tenho prazer. Muitas vezes, recebo uma cristaleira toda deformada e consigo resgatar a vida do móvel. Quando vem buscar, depois de um mês de oficina, o cliente nem acredita, ao ver sua peça de família recuperada”.
Hamilton Pavan
Entalhada é própria para decoração clássica


Outros, vão atrás de móveis que Geraldes coloca à venda. “Têm pessoas que não gostam de antiguidade, trazem o móvel todo danificado e praticamente o descartam. Restauro e repasso, pois há também quem valoriza e procura mobília antiga para decorar diversos ambientes”. A restauração de uma cristaleira custa a partir de R$ 300. O preço encarece conforme a necessidade de substituição de peças ou recuperação de vidro bisotê (com tratamento especial nas bordas, que são lapidadas e polidas).
Hamilton Pavan
Peça restaurada está na mesma família há 40 anos

Valor sentimental
Feitas de madeira de boa qualidade ou maciça, as cristaleiras antigas, têm vida útil longa e passam de geração a geração. Tratadas como "relíquias" de família, essas peças guardam em si muito mais que taças e louças. Além de beleza e funcionalidade, elas embutem recordações. É o caso da cabeleireira Creuza Nogueira que herdou a cristaleira de sua mãe. "O móvel ficou com ela durante 30 anos. Há 10, está em minha casa. Minha mãe faleceu e ficou a lembrança. Mandei restaurar a cristaleira e já recebi muitas propostas de pessoas interessadas em comprá-la, mas não há preço de mercado que supere o valor sentimental", afirma.
Hamilton Pavan
Móvel é indicado para guardar cristais e artigos finos

Funcional
Situação inversa ocorreu com a professora aposentada Maria Ignês Arruda Mardegan. Ela sempre resistiu em incluir uma cristaleira na decoração de sua residência. Mas, ao comemorar 50 anos de casamento, ganhou várias peças de cristal e por um tempo ficou sem ter onde acomodá-las. “Minha filha me convenceu a aceitar a cristaleira dela de presente. Até gosto deste tipo de móvel, resistia por questão do trabalho de manter tudo em ordem. Minha cristaleira está sempre bem cuidada e não gosto de empetecá-la de objetos. O que não coube nela, guardei em armários”, diz Maria Ignês.

Serviço:
Restaurador Juliano Geraldes, fone (17) 3212-7017
Decorador de interiores Douglas Branco, fone (17) 9771-4410
Arco da Velha, fone (17) 3223-4872
   Como a força dos números interfere na harmonia de uma casa
   Quarto dos irmãos: como personalizar, dividir e aproveitar o espaço
   Faz-tudo, o marido de aluguel
   Chaise-longue e recamiê fazem uma releitura do design clássico
   Condomínios residenciais são alvos da lei antifumo
   Projetos de lavanderias priorizam o aproveitamento de espaço
   Paciência é o melhor adubo para cultivar orquídeas
   Torneiras modernas e de luxo podem custar até R$ 4 mil
   Construweek encerra hoje com novidades em acabamentos
   Profissionais de Rio Preto mostram os seus trabalhos na Casa Cor
   Novatos no mercado realizam mostra de arquitetura ‘Projeto Mecenas’
   Plantas bonitas e saudáveis, escolha o vaso correto
   Os segredos do closet
   Mesa central de “design” pede ambientes de estar mais requintados
   Cores e religiosidade são destaque na decoração indiana

  
Leia mais sobre Sua Casa

Conheça São José do Rio Preto

Grupo Diário de Comunicação
Jornal Diário da Região: Quem faz o jornal | Assine o jornal | Anuncie no jornal
FM Diário:
Quem faz a FM Diário | Anuncie na FM Diário
Site Diarioweb:
Quem faz o site | Assine o Diarioweb | Mapa do site
Revista Vida&Arte: Quem faz a Revista | Anuncie na Revista
©Copyright 2000 - Todos os direitos reservados ao Grupo Diário de Comunicação - São José do Rio Preto-SP Brasil
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast ou redistribuído sem prévia autorização.
Resolução mínima de 800x600