Noticias Saúde - Saiba quais são os riscos mais comuns da gestação- Diarioweb
Saúde
 
Vida que começa
São José do Rio Preto, 27 de Março, 2012 - 1:58
Saiba quais são os riscos mais comuns da gestação

Cecília Dionizio

www.sxc.hu/Divulgação
Invista num pré-natal para uma gravidez tranquila


Gravidez é coisa séria. Por isso, quanto mais atenção neste período, com acompanhamento médico desde o primeiro momento de gestação, melhor a chance de evitar surpresas desagradáveis. E ao contrário do que se pensa, não só os primeiros meses são os de maior risco - o final também pode oferecer problemas.

Uma dessas complicações que podem aparecer na “reta final” é a placenta prévia, que, em geral, só é diagnosticada nas últimas 12 semanas da gravidez e acomete uma em cada 200 gestações.

A placenta prévia se desenvolve na parte baixa do útero e pode dificultar a passagem do feto durante o trabalho de parto. “Ela também pode causar sangramentos e complicações no parto, seja normal ou cesárea”, explica o ginecologista Ricardo Nadais, do Hospital São Luiz, de São Paulo.

Além deste, muitos outros problemas, podem ser detectados durante os exames pré-natais, seja por intermédio do toque ou dos exames por imagem. O médico observa que, naquele caso, a placenta é examinada através da ultrassonografia e, infelizmente, não há outra forma de evitar o aparecimento da placenta prévia.

“Por isso, é importantíssimo que seja feito um pré-natal completo e adequado até os momentos finais da gravidez, com a finalidade de detectar e evitar possíveis problemas com a saúde da mãe e do bebê”, diz. Ao primeiro sinal de sangramento, é indispensável uma consulta ginecológica.

Só o médico pode classificar a placenta prévia e o grau de obstrução do trajeto do parto. “Através dos exames, avaliamos se há mais ou menos riscos de hemorragias. É importante verificar o grau de sangramento e o tempo da gravidez, indicando-se internação, repouso, hemograma, avaliação fetal, transfusões e até mesmo interrupção da gravidez”, afirma Nadais.

Aderência

Outra complicação grave que o médico cita como possível de ocorrência durante o período da gravidez é o chamado “acretismo placentário”, que se caracteriza pela aderência da placenta no músculo uterino, chamado de miométrio, podendo ser necessária a retirada do útero após o parto.

“Para o acretismo placentário, temos indicado procedimentos de cateterização (introdução do catéter nas veias) das artérias uterinas na hora do parto, realizado por equipe especializada vascular, na tentativa de se diminuir o sangramento e a necessidade de retirada do útero”, afirma.

Outros riscos

Segundo outro especialista em gestante, o obstetra Ricardo Barini, de Campinas, além do aborto espontâneo, que pode por fim à gravidez antes mesmo dos primeiros meses da gestação, há também o risco de ruptura da bolsa d’água, cujas causas são variadas, mas, em geral, têm como origem alguma infecção. O obstetra observa que esta condição é muito estudada ainda hoje e não se chegou a um consenso.

Ao que parece, uma infecção diminui a capacidade de resistir a diferenças de pressão, e isso é o que facilita a ruptura. “A incompetência - dilatação - é uma das maneiras de expor as membranas ao contato com as bactérias da vagina e isso pode facilitar a ruptura. A cerclagem - quando se coloca um fio de sutura no colo uterino para impedir sua dilatação antes do tempo desejado - está indicada quando for identificada a incompetência, de preferência entre a semana 12 e 16 da gravidez”, diz.

Saúde bucal

A gestante também deve redobrar os cuidados com a boca para evitar infecções e danos ao feto. Os médicos são unânimes em alertar para essa importância, em especial quando a gravidez é planejada, o que possibilita à futura mamãe passar por uma avaliação prévia para receber informações quanto aos cuidados a serem adotados durante a gestação, visando a prevenir a ocorrência de sustos desnecessários - um deles a baixa de cálcio, que invariavelmente ocorre e pode levar ao enfraquecimento dos dentes.

Por isso, ter o acompanhamento odontológico, além do ginecológico, é fundamental durante os nove meses da gestação. “A alteração dos hormônios na gravidez faz com que as fibras que formam a gengiva fiquem alteradas, facilitando o acesso de bactérias que causam a gengivite. Um dos sintomas mais comuns desta doença é um sangramento intenso espontâneo ou que aparece durante a higienização”, explica o dentista Alênio Calil Mathias, da Clínica Genesis, em São Paulo.

O especialista observa que existem inúmeros tabus quando a pessoa está grávida, e dentre eles, o que alega que a gestante não pode fazer uma radiografia dentária. “Na verdade, é preciso saber que a quantidade de radiação durante a radiografia é muito pequena e dificilmente irá interferir na formação do feto. Mesmo assim, só indicamos esse procedimento em casos estritamente necessários e para as gestantes que já passaram do primeiro trimestre”, diz. Além disso, o uso de um avental de chumbo na altura do abdômen é indicado para impedir a passagem da radiação.



Traumas sobre o útero


Entrevista com Soubhi Kahhale, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz


Diário da Região - O que é placenta prévia?
Soubhi Kahhale - Placenta prévia é quando a placenta se insere na parte baixa do útero, que chamamos de segmento inferior. O termo se usa porque ela fica na frente do feto.

Diário - Quem pode sofrer com este problema?
Kahhale - Qualquer paciente pode manifestar placenta prévia.

Diário - Em que momento é possível diagnosticar o problema?
Kahhale - Só se pode falar em placenta prévia no final da gestação. O diagnóstico é por ultrassonografia. Quando isso é visto no início da gravidez, não há com o que se preocupar, pois com o aumento do volume do útero a implantação pode subir e passar a ser normal. Infelizmente, não há como prevenir o problema.

Diário - Qual e a possibilidade de que o mal seja causado por algum tipo de infecção previamente existente?
Kahhale - A placenta prévia está associada algumas vezes com traumas sobre o útero, como, por exemplo, cesáreas anteriores, curetagens anteriores e cicatrizes de cirurgias feitas no útero como retirada de miomas, gestação gemelar, etc.

Diário - Quantos casos como este ocorrem em média no País?
Kahhale - No Brasil ou em qualquer outro lugar, a incidência é um caso em cada 300 gestações.

Diário – Gravidez com placenta prévia vão até o fim ou têm outro desfecho?
Kahhale - Podem ir até o fim. Mas pode haver sangramento vaginal antes do parto, por causa disso, a paciente é orientada a fazer repouso e abster-se de relações sexuais. Se o sangramento for abundante, o parto tem de ser feito antes.

Diário - Há alguma pesquisa sendo desenvolvida com o objetivo de por fim a este problema de forma ampla?
Kahhale - As pesquisas até agora são poucas e estudam a melhor conduta para esses casos.




Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

 
     
16 de Agosto, 2012
Sangramentos fora de hora merecem atenção
 
18 de Abril, 2012
Exame de ferritina calcula os níveis de ferro
 
23 de Abril, 2013
Asa Branca tem alta após 71 dias
 
6 de Julho, 2011
Universitária morre ao doar medula óssea
 
8 de Maio, 2012
Sangramento menstrual excessivo pode ser tratado
 
 
› 22/07 Congresso discute caminhos de combate à insuficiência cardíaca
› 22/07 Saúde do rio-pretense ‘vale’ menos de R$ 1,99
› 20/07 Região fecha leitos do SUS e abre particulares
› 20/07 Conferência sobre Aids homenageia vítimas do MH17
› 19/07 Anestesistas do Ielar atendem só urgência
› 19/07 João Ubaldo Ribeiro tratou alcoolismo em Rio Preto
Leia mais sobre Saúde
Câncer na placenta gestação placenta útero
 
DiarioLeaks
Revista Vida e Arte
Locall
Imóveis
(17) 3355-1090
Condominium
Imóveis
(17) 4009-3333
 
 
Bemac
Máquinas de costura
(17) 3234-3687
Home | Institucional | Economia | Cidades | Geral | Esportes | Saúde | Política | Estradas | Tecnologia | Educação | Meio Ambiente | Sirva-se | Olá | Diário na Copa | Opinião | Opinião do leitor | Artigos | Editorial | Classificados | Divirta-se | Atendimento | Promoções | Fotojornalismo | Vídeos | PodCasts | Blogs | RSS | Jornal na Educação
Diarioweb® Todos os direitos reservados // Atendimento Design e desenvolvimento MagicSite