Noticias Saúde - Avanços tecnológicos beneficiam rejuvenescimento- Diarioweb
Saúde
 
Beleza high-tech
São José do Rio Preto, 8 de Setembro, 2012 - 1:44
Avanços tecnológicos beneficiam rejuvenescimento

Cecília Dionizio

Edvaldo Santos
O dermatologista Carlos Roberto Antonio mostra como se dá a aplicação do ultrassom capaz de rejuvenescer a face
Rejuvenescer com a ajuda da tecnologia já não é mais prerrogativa de quem está nos grandes centros. Rio Preto está na vanguarda e acompanha de perto os lançamentos quando o assunto envolve equipamentos para ficar com aparência mais jovem. E transformar um rosto ou outras áreas do corpo sem cirurgias plásticas é o que promete o Ulthera, um novo aparelho de ultrassom recém-adquirido pela clínica Pelle, dos dermatologistas João Roberto e Carlos Roberto Antonio, ambos professores da Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp). “Nos últimos dez anos podemos afirmar que é o tratamento mais revolucionário que já vimos”, dizem.

O aparelho, que se vale das ondas de ultrassom para rejuvenescer e firmar o rosto, pálpebras, pescoço, umbigo, abdome, braços e outras partes do corpo, até agora só existia em capitais e grandes centros. “Ele é muito bem indicado para flacidez leve, moderada e de moderada a intensa quando o paciente não deseja se submeter a um procedimento cirúrgico”, diz Carlos Roberto. “Ficamos impressionados ao ver os resultados. O uso do ultrassom em dermatologia significa um salto em tratamentos estéticos”, afirma.
Para dominar o uso do ultrassom, o dermatologista rio-pretense fez um treinamento especial, com a dermatologista americana Tina Alster, que utiliza o tratamento com sucesso.

Evidente que isto não significa o fim dos cuidados básicos para deixar o corpo belo e com aparência mais jovem. Pois todos os profissionais de saúde insistem em lembrar que itens como cremes, alimentação saudável, malhação, entre outros, só agregam. Todavia, Carlos Roberto afirma que os resultados do aparelho são bastante eficientes. “O resultado é imediato. Posteriormente, pelo estímulo de colágeno, torna-se melhor ao terceiro mês”, diz.

O aparelho é diferente de uma série de outros com propostas parecidas, pois age não apenas no combate à flacidez, mas também na prevenção do problema, ao estimular o colágeno. “Esta tecnologia à base de ultrassom vai atuar no músculo e suas fáscias (faixas de tecido que envolvem os músculos), contraindo-as através de microcauterizações no músculo. Outro diferencial sobre as tecnologias já existentes é que o paciente faz e sai sem qualquer mancha, com o resultado já conquistado na hora. Sem falar que pode voltar ao trabalho imediatamente”, diz o dermatologista.

Quem já utiliza o equipamento em São Paulo há alguns meses é a dermatologista Thais Pepe, uma das primeiras a adquirir o aparelho, que foi apresentado durante a 70º edição do Annual Meeting of the American Academy of Dermatology (Congresso Americano de Dermatologia), realizado em San Diego, nos Estados Unidos, no começo deste ano. Ela afirma que o diferencial do Ulthera está no fato de não alterar os contornos naturais das pessoas, e isto é muito importante. “Em tempos de exageros, muitos dos procedimentos dermatológicos acabam ficando tão evidentes que chegam a mudar a expressão facial”, fala.

Com a ajuda da radiofrequência

Outro aparelho que tem sido motivo de comemoração entre os aficionados pela beleza é o Ultraplastic. O aparelho faz uma combinação de radiofrequência, microcorrentes e outras técnicas para estimular a produção de colágeno e elastina, a contração e o espessamento do tecido dos músculos faciais e, consequentemente, a hidratação da pele.

Segundo a fisioterapeuta Mayara Couto, do Centro Estético Naka, de São Paulo, onde o equipamento vem sendo usado, a técnica tem efeito duradouro. o procedimento é completamente inovador e causa um efeito muito parecido com o da aplicação de toxina botulínica, só que sem agulhas. “A técnica deixa a pele mais firme e jovial, além de atenuar ou até mesmo eliminar rugas e marcas de expressão. Como em qualquer outro tratamento médico e estético, os resultados variam de pessoa para pessoa, assim como o número de sessões, mas as mudanças já são visíveis na primeira aplicação”, diz.

A fisioterapeuta explica que, além do rosto, o aparelho também pode ser aplicado no abdome, cintura, flancos, glúteos, coxas, pernas, braços, costas, pescoço e colo, uma vez que também ajuda a reduzir gordura localizada e celulite. São recomendadas no mínimo seis sessões, dependendo do tipo de pele de cada pessoa. Mas é contraindicado para grávidas, cardiopatas, portadores de marca-passo ou implantes metálicos grandes, pessoas com diástase abdominal, histórico de câncer, neuropatias, doenças vasculares e alterações de imunidade ou que fizeram uso de toxina botulínica nos últimos seis meses. Depois do tratamento, é fundamental utilizar protetor solar.

Células-tronco a favor da pele

A perda da capacidade de reter água e de manter o equilíbrio na produção das fibras de colágeno e elastina é uma das causas do envelhecimento da pele. Com isso, o tecido cutâneo, a musculatura e todas as estruturas corporais começam a atrofiar e os sinais do tempo vão surgindo, ou seja, a cútis perde a tonalidade e o viço, e as rugas se tornam mais profundas e permanentes.

A boa nova é que já se pode contar com a técnica denominada terapia celular, cujo resultado também promove um aspecto mais natural. Segundo Anderson Zei Damasceno, médico especialista em medicina estética da Clínica Vísia, de São Paulo, a técnica utiliza células-tronco do próprio paciente para realizar o preenchimento de rugas e isto também promove uma mudança importante no que diz respeito à beleza e juventude.

Com o material genético da própria pessoa se eliminam riscos de rejeição, alergias ou problemas similares. Damasceno observa que a técnica é indicada especialmente para quem tem rugas estáticas, superficiais ou profundas. O tratamento corrige deformidades de contornos faciais, como sulcos nasolabiais, rugas, cicatrizes de acne e outros defeitos da derme que está em estágio avançado de envelhecimento.

Retiradas do próprio interessado, por meio de finas microcânulas, as células-tronco (autólogas) são extraídas do tecido gorduroso por uma técnica denominada de lipossucção. Em geral, é extraída de uma região onde ocorre um acúmulo de gordura localizada e depois são separadas em laboratório e injetadas na região onde se quer reativar a expressão. “A utilização de células-tronco permite uma redensificação da pele, com aumento significativo das células produtoras de colágeno, possibilitando um aumento de firmeza e hidratação da pele, sem deixar as cicatrizes produzidas pela cirurgia plástica”, explica a dermatologista Luciana Macedo de Oliveira, diretora médica da Clinique des Arts, de São Paulo.

O material genético é encaminhado para um laboratório de Petrópolis, no Rio de Janeiro, único autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a manipular células-tronco de gordura. “Lá, elas são cultivadas de modo a se diferenciarem em fibroblastos, que serão usados na terapia de regeneração”, diz. Os fibroblastos são células predominantes da segunda camada da pele humana que produzem colágeno e elastina. Quando a poluição, raios solares e os efeitos do tempo danificam essas células, surgem as rugas de expressão e de envelhecimento.

Perguntas e esclarecimentos:


Se a pessoa já teve filho e ficou com a barriga flácida, o Ulthera pode ser útil?

O ultrasom focado de alta intensidade está indicado para todo tipo de flacidez facial ou corporal, independente da intensidade desta flacidez, sendo possível, como no exemplo citado acima, ser utilizado. Funciona em todos tipos de flacidez já que esta tecnologia tem três ponteiras que agem em fácias de músculos mais fortes e profundos, nos mais superficiais e também na pele. Sendo assim, ele queima de maneira focada pequenas porções dos músculos e porções da pele, contraindo, e, como se sabe, toda queimadura gera retração.

Em quais outras situações o Ulthera é indicado?

As principais indicações dele são face, pescoço, papada, pálpebra, abdome (umbigo) e flacidez de joelho. Ele é muito indicado para flacidez leve, moderada e de moderada a intensa, quando o paciente não deseja se submeter a procedimento cirúrgico.

Para quais casos não é indicado?

Não é indicado quando a flacidez de pele e músculo é muito intensa, pois então o resultado será pobre. O mais indicado neste tipo seria a cirurgia plástica convencional.

O aparelho tem o mesmo resultado em homens e mulheres?

Sim. Os resultados porém são melhores visualizados em pacientes que têm flacidez muscular e de pele moderada a moderada-intensa, uma vez que nestes casos os resultados se tornam mais visíveis.

É preciso agregar alguma outra ação (exercícios, alimentação) para que o resultado do ultrassom seja melhor?

Não. Não é necessário fazer nada. O resultado é imediato e, posteriormente, pelo estímulo de colágeno, tornase melhor ainda a partir do terceiro mês.

Em que o Ulthera se diferencia de outros métodos que utilizam luz pulsada e laser para combater a flacidez?

Este método é uma revolução no tratamento do rejuvenescimento e prevenção do envelhecimento. Ele é totalmente diferente de tudo que já existiu, pois é a primeira tecnologia que age no músculo. Na face ele atua queimando o SMAS (Sistema Músculo Aponeurótico Superficial) que é o sistema responsável pela mímica facial e pelamovimentação uniforme de toda musculatura da face. Enquanto a luz intensa pulsada melhora manchas e vasos, queimando seus alvos mais superficiais e estimulando o colágeno, a tecnologia à base de ultrassom vai atuar no músculo e suas fáscias contraindo-as através de microcauterizações no músculo.

Existem graus avançados em que o tratamento não funciona?

Funciona em todos graus de envelhecimento, porém os resultados não são tão evidentes, mas os pacientes acima de 70 anos têm aprovado também.

SAIBA MAIS:

As células-tronco são células progenitoras teciduais ainda jovens que podem se transformar em qualquer tipo de célula, inclusive, em células da pele. Com isso, é possível obter mais um recurso para o rejuvenescimento cutâneo

Fonte: Carlos Roberto Antonio, professor responsável pela Cirurgia Dermatológica e Laser da Famerp e titular da Clínica Pelle



Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

 
     
16 de Agosto, 2012
Sangramentos fora de hora merecem atenção
 
18 de Abril, 2012
Exame de ferritina calcula os níveis de ferro
 
8 de Maio, 2012
Sangramento menstrual excessivo pode ser tratado
 
6 de Julho, 2011
Universitária morre ao doar medula óssea
 
23 de Abril, 2013
Asa Branca tem alta após 71 dias
 
 
› 21/10 Abertas inscrições para cursos de cuidadores de idosos
› 21/10 DRS começa a funcionar em novo local, com velho problema
› 21/10 Campanha antirrábica planeja imunizar 40 mil cães e gatos
› 21/10 Projeto de lei determina presença de dentistas em UTI
› 18/10 Técnicas ajudam quem sofre com problemas na coluna ou de respiração
› 17/10 Entenda porque a má circulação se agrava com a idade
Leia mais sobre Saúde
tecnologia dermatologia benefícios rejuvenescimento
 
 
Acervo
Revista Vida e Arte
Negócios em Pauta
Locall
Imóveis
(17) 3355-1090
Condominium
Imóveis
(17) 4009-3333
 
 
Bemac
Máquinas de costura
(17) 3234-3687
Home | Institucional | Economia | Cidades | Geral | Esportes | Saúde | Política | Estradas | Tecnologia | Educação | Meio Ambiente | Sirva-se | Olá | Opinião | Artigos | Editorial | Opinião do leitor | Classificados | Divirta-se | Atendimento | Promoções | Fotojornalismo | Vídeos | PodCasts | Blogs | RSS | Jornal na Educação
Diarioweb® Todos os direitos reservados // Atendimento Design e desenvolvimento MagicSite