Noticias Educação - Professora usa o Facebook para mostrar o abandono de escola- Diarioweb
Educação
 
Não dá para curtir essa escola
São José do Rio Preto, 24 de Outubro, 2012 - 1:50
Professora usa o Facebook para mostrar o abandono de escola

Tatiane Domingos

Reprodução/Facebook
Alambrado de muro da escola está caindo, permitindo acesso de invasores
Inconformada com o abandono da escola municipal Paul Percy Harris, no Parque da Cidadania, em Rio Preto, uma professora decidiu fotografar tudo o que viu pela frente e publicar na internet. Tem de tudo um pouco na página de Débora Malacario, no Facebook: alambrado caindo, traves da quadra enferrujadas, calçadas em desnível e até um arame solto, que furou o pé de uma criança. Na escola estudam 400 alunos com idades entre 7 e 14 anos.

“Minha intenção é apenas colaborar para que as coisas melhorem, não quero confusão com ninguém”, afirmou Débora, acrescentando: “Fico até doente com tanta carência, ainda mais numa escola que precisa tanto de apoio, como no Parque da Cidadania”. A professora está afastada até amanhã, quando deve retornar à escola. A ausência momentânea não tem nada a ver com a publicação. “Tive de fazer exames médicos, mas vou entender perfeitamente quando retornar e me chamarem para conversar. Vou dizer que só quis ajudar e que jamais pretendi tumultuar”. A professora dá aula na rede pública há mais de 20 anos.

Os alunos confirmam a má conservação do local e dizem que desde o ano passado a situação só piora. O adolescente J.A.S., 14 anos, estuda na escola desde o 5° ano e diz que, além dos problemas no pátio, os banheiros também estão danificados. “As portas dos banheiros estão todas quebradas e o mau cheiro é insuportável”.

Outro aluno do 9° ano, E.S., 14, diz que falta tudo na escola, desde giz para os professores até equipamento para a aula de educação física. “Quando a bola que nós temos para jogar futebol furou, o diretor mandou remendar porque não tinha como ter outra.”

Em uma das fotos, o estudante J.A.S. aparece com um ferimento no pé. “Furei no gancho que segurava a rede na trave. O tênis que ganhei no começo do ano rasgou e o gancho atingiu meu pé. Tiraram a rede que estava rasgada, mas não tiraram os ganchos, que estão lá”.

A professora diz que na quadra há grandes pilares de concreto para apoiar a cobertura, mas, pelo espaço ser pequeno, os alunos muitas vezes se chocam contra essas colunas e se machucam. E.S. diz que além de bater nos pilares as rachaduras no teto dão medo. “No ano passado, parte do telhado caiu durante as férias.”

Quando o assunto é segurança, os dois estudantes dizem que a escola não oferece nenhuma garantia. “As grades dos muros estão caindo e, durante o intervalo, pula muita gente por ali”, diz J.A.S.. O outro adolescente acrescenta que na maioria das salas de aula, os vidros estão quebrados desde o ano passado. “Às vezes, durante as aulas, as pessoas que passam na rua atiram coisas dentro do local.”

Para estes alunos, o descaso do poder público em manter um prédio em boas condições e abastecido de todos os elementos que auxiliem na educação deles desanima a todos e desestimula o aprendizado. “Não tenho vontade de ir para a escola. Só vou porque é importante para o meu futuro”, diz J.A.S., que queria mudar de unidade escolar. “É ruim estudar em um lugar assim, parece que fomos colocados em um depósito. Nem parece escola”, diz.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Educação de Rio Preto informou que a escola passa por reparos e que no ano que vem receberá reforma geral com custo de R$ 400 mil. Sobre o ferimento do aluno, a pasta informou apenas que orienta os estudantes a não praticarem atividade física descalços. Assegurou que a escola “está em processo de manutenção no qual estão sendo reparados vários pontos, seguindo cronograma de manutenção”.



Reprodução/Facebook
Estudante de Santa Catarina ganha projeção nacional ao escrever um diário virtual denunciando problemas em sua escola
Garota de 13 anos inspira protestos virtuais

A atitude da professora de Rio Preto lembra a iniciativa de uma pequena estudante de Florianópolis, Santa Catarina. Isadora Faber, 13 anos, estudante da 7ª série de uma escola municipal, há meses posta fotos denunciando vários problemas na sua instituição de ensino. Passou a ser seguida no Brasil inteiro. A cada nota ou foto que publica, são centenas de comentários. Já chegou a receber mais de duas mil manifestações numa só publicação.

Em agosto, ela criou um perfil no Facebook com o nome Diário de Classe, onde posta fotos dos problemas da escola em que estuda. O diário da garota ganhou notoriedade e, até ontem, pelo menos 70 mil pessoas já tinham curtido a página. A postagem mais recente da adolescente foi um pedido para que outros estudantes e professores enviassem e-mails e fotos para o Ministério da Educação, na segunda-feira, mostrando os problemas estruturais de outras escolas.

“Precisamos mostrar para eles que nos importamos com nossa educação e que não estamos satisfeitos.” A assessoria de imprensa do Ministério da Educação não confirmou à reportagem do Diário se recebeu algum e-mail denunciando irregularidades nas escolas do país. O documento enviado pela assessoria diz apenas que todas as reclamações recebidas são encaminhadas para auditores que avaliam e redirecionam as denúncias.


Quer ler o jornal na íntegra? Acesse aqui o Diário da Região Digital

 
     
10 de Novembro, 2013
Intimidade pública
 
14 de Janeiro, 2011
MEC reprova 37 cursos superiores na região
 
27 de Novembro, 2013
Região tem só três escolas públicas entre 50 melhores
 
13 de Setembro, 2011
Só uma escola pública entre as 50 melhores
 
21 de Outubro, 2009
Adolescentes são punidos por bullying
 
 
› 20/11 Presença negra dobra na Unesp em 10 anos
› 19/11 Renan recebe elogio do craque e deputado Romário
› 18/11 Dobra a concorrência para o curso de medicina da Famerp
› 16/11 Chico Buarque escreve sobre o irmão alemão
› 13/11 Vunesp divulga datas das provas de concurso da Prefeitura
› 13/11 Mães dizem que escola deu prova 'fácil' e com respostas
Leia mais sobre Educação
abandono professora reclamações Facebook fotos escola pública rede social
 
 
Acervo
Revista Vida e Arte
Negócios em Pauta
Condominium
Imóveis
(17) 4009-3333
Locall
Imóveis
(17) 3355-1090
 
 
Bemac
Máquinas de costura
(17) 3234-3687
Home | Institucional | Economia | Cidades | Geral | Esportes | Saúde | Política | Estradas | Tecnologia | Educação | Meio Ambiente | Sirva-se | Olá | Opinião | Artigos | Editorial | Opinião do leitor | Classificados | Divirta-se | Atendimento | Promoções | Fotojornalismo | Vídeos | PodCasts | Blogs | RSS | Jornal na Educação
Diarioweb® Todos os direitos reservados // Atendimento Design e desenvolvimento MagicSite