Noticias Cidades - Rio Preto tem quase um carro por habitante- Diarioweb
Cidades
 
Estimativa do IBGE
São José do Rio Preto, 30 de Agosto, 2013 - 1:50
Rio Preto tem quase um carro por habitante

Elton Rodrigues

Pierre Duarte
A cidade tem 76 carros para cada grupo de 100 habitantes
A frota de Rio Preto cresce o dobro do que a população. Entre 2011 e junho deste ano, a cidade ganhou 25.781 moradores, de acordo com estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada ontem. No mesmo período, foram registrados 48.846 veículos no município segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Com o incremento nos números, a cidade passou a ter uma frota de 331.945 automóveis para uma população estimada de 434.039, ou seja, 76 carros para cada grupo de 100 habitantes, acima da média nacional de 38 carros para cada 100 moradores e de países como Japão (70 por 100) e França (62 por 100). O cálculo de população foi feito com base nos registros de óbitos, nascimentos, migração e qualidade de vida.

A discrepância de crescimento é resultado de falta de um planejamento urbano que priorize transporte público, pedestres e ciclistas, na opinião de Delcimar Marques Teodósio, especiaRio Preto tem quase um carro por habitantelista em planejamento urbano e docente do curso de Arquitetura e Urbanismo da Unirp. Disso muitas vezes resulta um crescimento desordenado, pelo qual a população acaba pagando um alto preço. Vide o transporte coletivo deficitário e também os serviços básicos como ensino e saúde de má qualidade.

“Quem cuida do incentivo para compra de carros é o governo federal e quem cuida da estrutura é o município. Acontece que o planejamento da mobilidade não está acompanhando o crescimento da frota e o governo municipal não prioriza o transporte coletivo”, disse o professor Teodósio.

A ineficácia do transporte coletivo é o principal motivo alegado por famílias entrevistadas pelo Diário. Duas delas, inclusive, deram sua contribuição para o aumento da frota rio-pretense, vendendo o carro antigo e comprando um novo depois do nascimento do filho. Outra família comprou um veículo novo e ficou com o anterior.

A empresária Thays de Paulo Sotini e o marido Luciano Trindade adquiriram um novo veículo, o segundo do casal, pouco antes do nascimento do filho Lucas, no dia 19 de julho deste ano. “Compramos outro porque um fica para meu marido trabalhar e outro para levar nosso filho ao médico (para exames de rotina). Aqui em Rio Preto o transporte público não funciona. Em São Paulo, apesar do trânsito, o metrô facilita o transporte”, afirmam Thays e Paulo.

Os dois não foram os únicos da família a adquirir um carro após o nascimento do filho. Cintia, irmã de Thays, também colocou um novo automóvel no trânsito. Ela trocou o Pálio que tinha por um Duster para a comodidade e segurança da filha Lorena, que nasceu em maio deste ano. “É um carro mais confortável e com mais espaço para levar as coisas dela.”

No caso do diretor de fotografia Osvaldo Madalhano Rivelli e a esposa Carolina Alcântara, a troca do veículo foi necessária para levar o carrinho do filho Caio, quatro meses. “Tinha um Vectra e trocamos por um EcoSport porque o porta-malas é maior, portanto fica mais fácil para levar as coisas”, explicou Osvaldo.

Pierre Duarte
Osvaldo, Carolina e o filho Caio, que chegou junto com o carro
Solução

O secretário de Planejamento de Rio Preto, Milton Assis, afirma o município incentivou o uso do transporte coletivo com a redução da tarifa de R$ 2,10 para R$ 2 e que vai favorecer ainda mais com o plano de mobilidade de urbana, que receberá investimento de R$ 200 milhões do Governo Federal e prevê entre as obras a criação de corredores para ônibus.

“Hoje carros, ônibus e caminhões disputam espaço. Nosso desafio fazer com que em determinadas vias públicas os ônibus tenham faixas exclusivas e andem mais rápido. Isso está previsto no plano de mobilidade”, diz. Ainda de acordo com o secretário de Planejamento, duas grandes obras com recurso da Prefeitura vão melhorar o trânsito na cidade.

A primeira, já iniciada, é a ampliação do viaduto da avenida Murchid Homsi e a construção de uma avenida que passará por baixo dele. A segunda, em fase de licitação, é o complexo de viadutos que dará acesso à zona norte. “Estamos nos antecipando ao plano de mobilidade urbana e realizando essas duas obras para melhorar tanto o trânsito quanto o transporte coletivo”, afirma Assis.

Região ganha 62 mil pessoas

Das 110 cidades da região de Rio Preto, 107 tiveram aumento da população, um ganho total de 62.280 moradores, passando de 1.160.972 para 1.223.252. O município que teve maior acréscimo proporcionalmente no número de moradores foi Novais, passando de 4.592para 5.089 (variação positiva de 10,82%), seguido de Orindiúva(10%) e Jaci (9,95%). Em números absolutos, as cidades que mais ganharam moradores foram Catanduva, com aumento de 5.389 habitantes, Votuporanga, que ganhou 5.023 moradores e Mirassol, com 3.118.

Apenas três municípios da região registraram diminuição na população. Em Turmalina a população passou de 1.978para 1.942, ou seja, menos 36. Nova Canaã Paulista perdeu 27 habitantes e Santana da Ponte Pensa apenas dois. O coordenador do IBGE em Rio Preto, Antonio Aderci Moitinho, afirma que as quedas ocorrem em cidades que não tem estrutura e onde o mercado de trabalho está saturado.

Já o aumento da população ele atribui a boa localização dos municípios, melhoria da saúde e oferta de residência, trabalho e instituições de ensino. “Isso colabora não só para o crescimento de uma cidade, mas para todas que são vizinhas. No caso de Rio Preto, junto com o município crescem os vizinhos, como Jaci, Mirassol e Potirendaba, porque muitos trabalham em Rio Preto e preferem morar em uma cidade mais tranquila”, disse o coordenador.





Quer ler o jornal na íntegra? >> Acesse aqui o Diário da Região Digital



Fonte: Colaboraram: Larissa de Oliveira e Joseane Teixeira
 
     
24 de Novembro, 2013
Trem descarrila, atinge casas e mata oito pessoas
 
27 de Dezembro, 2009
Programa rende R$ 8 mil para universitárias
 
17 de Janeiro, 2010
Arrependidos pagam até R$ 2 mil para retirar tatuagem
 
18 de Janeiro, 2010
Temporal mata duas pessoas em Rio Preto
 
19 de Janeiro, 2014
O renascimento do locutor Asa Branca
 
 
› 30/09 Comerciante é preso com revólver
› 30/09 Rapaz agredido por PM morreu de traumatismo
› 30/09 Loja na Redentora é furtada
› 30/09 Comerciante desarma bandido e escapa de assalto
› 30/09 Casa pega fogo em Severínia
› 30/09 Aposentado de Tanabi já assistiu a mais de 200 júris
Leia mais sobre Cidades
aumento IBGE estudo veículos população Rio Preto
 
 
Acervo
Revista Vida e Arte
Negócios em Pauta
Locall
Imóveis
(17) 3355-1090
Condominium
Imóveis
(17) 4009-3333
 
 
Bemac
Máquinas de costura
(17) 3234-3687
Home | Institucional | Economia | Cidades | Geral | Esportes | Saúde | Política | Estradas | Tecnologia | Educação | Meio Ambiente | Sirva-se | Olá | Opinião | Artigos | Editorial | Opinião do leitor | Classificados | Divirta-se | Atendimento | Promoções | Fotojornalismo | Vídeos | PodCasts | Blogs | RSS | Jornal na Educação
Diarioweb® Todos os direitos reservados // Atendimento Design e desenvolvimento MagicSite