S. J. do Rio Preto - Sábado, 29 de novembro de 2014 




 
 
Notícias
Diarioweb Busca de Notícias

 
Arquivo de Notícias
Carnaval
Dossiê Diário
A inteligência contra o crime
Diário Olímpico
AgroDiário
A vida como ela é
Barretos
100 anos da imigração japonesa no Brasil
Beira D Água
Rio Preto 157 anos
Copa 2002
Charge
Cidades
Chame o Diário
Diário História
Copa 2006
Comportamento
Economia
Copa Diário/Sesc
CPI Banestado
Jogos Abertos
Rio Preto 156 anos
AgroDiário
Expo Rio Preto
Educação
Eleições
Santa Europa
Esportes
Rio Preto 154 anos
Meio Ambiente
Guerra no Golfo
Política
Paz no Trânsito
Revista Bem Estar
Rio Preto 153 anos
Saúde
Semae
Sua Casa
Tecnologia
Turismo
Últimas Notícias
Veículos
Zé Buracão
Divirta-se
Cinema
Teatro
Eventos e Shows
Galeria de Fotos
Coluna Social
Horóscopo
Diário Imagens
Opinião
Artigos
Bastidores
Coluna do Diário
Defesa do Consumidor
Dividida
Editorial
Flash Bola
Opinião do Leitor
Proteja-se!
Mário Luiz sabe o que diz
Serviços
Loterias
Estradas
Mapa do site
Notas de Falecimento
Contato
Nossos telefones
Fale Conosco
Disque Denúncia
Anuncie
Sem assistência
Sem Lar, hospital de Mirassol fica ameaçado
Mirassol, 16 de outubro de 2009
  Thomaz Vita Neto  
Maternidade Mãe do Divino Amor: único hospital em funcionamento em Mirassol

Michelle Berti

01:54 - A Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus vai deixar a administração da Maternidade Mãe do Divino Amor, em Mirassol, no dia 30 de novembro. A Prefeitura da cidade negocia a compra do hospital, única instituição pública de saúde a realizar procedimentos de baixa e média complexidade no município. O Lar estuda deixar a instituição há alguns meses, devido aos prejuízos. O déficit mensal da entidade gira em torno de R$ 50 mil. No entanto, a direção se preocupava em deixar a cidade desassistida. “A Prefeitura se interessou pela compra, e por isso, o Lar decidiu deixar o hospital”, afirma Gilmar Santos, assessor de marketing. Segundo ele, as negociações com a Prefeitura estão bastante adiantadas. O preço estimado para a compra é de R$ 2,8 milhões, parcelados em uma entrada de R$ 700 mil e outras 21 parcelas de R$ 100 mil. “Este é o valor em que o prédio e o material estão avaliados”, diz. À pedido da Prefeitura, a instituição apresentou relatórios sobre a estrutura e o funcionamento do hospital.

A compra da Maternidade pela Prefeitura de Mirassol é dada como praticamente certa pela entidade. O Diário apurou que o prefeito, José Ricci Junior, já decretou a área de utilidade pública, fator necessário para que o prédio seja adquirido. No entanto, Ricci afirma que “o processo é complexo e está sendo analisado. Estamos interessados na compra, mas isso leva tempo, principalmente devido à burocracia.” Ele diz que pediu 150 dias de prazo para o Lar São Francisco deixar o prédio. “Eles decidiram já se descredenciar do SUS e sair no dia 30 de novembro.”

Ricci não acredita que a compra terá sido efetuada até a data. Se as portas da Maternidade se fecharem, será a segunda vez que a população de Mirassol vai sofrer com a falta de hospital. Em 2003, a Santa Casa de Misericórdia fechou em decorrência de uma intervenção judicial, deixando cerca de 100 mil pessoas da microrregião sem um atendimento de referência. O prefeito afirma que a administração municipal tem como obrigação oferecer um pronto atendimento à população. “Procedimentos de complexidade, como cirurgias, é competência do Estado. Estamos tentando municipalizar o hospital para ajudar em uma função que não é obrigatoriamente nossa.” O Lar São Francisco gasta cerca de R$ 400 mil para manter o hospital aberto. Os recursos são obtidos por meio de convênios. Segundo Ricci, a Prefeitura vai contar com o apoio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Problemas

Um funcionário da Maternidade, que pediu para não ser identificado, afirma que o prédio tem problemas estruturais. “É preciso uma reforma com urgência. Na parte superior, por exemplo, há degraus entre o quarto e o banheiro. Isso não é aceito pela Vigilância Sanitária.”

História

A Associação comprou o hospital em 2003, logo após o fechamento da Santa Casa. O local, que tem cerca de 60 anos, pertencia a um grupo de médicos. Nos seis anos em que administrou a instituição, realizou cerca de 44 mil consultas e 3,7 mil cirurgias.

Prefeitura ganha terreno

A Prefeitura de Mirassol ganhou, no final do ano passado, um terreno para a construção de um hospital. A área foi doada por um loteador. Na época, a Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus se interessou em construir um hospital no local. A entidade conseguiu apoio verbal do governador do Estado, José Serra, e do chefe da casa civil, Aloyso Nunes, para construir, equipar e manter a instituição. No entanto, o acordo entre a entidade e a Prefeitura de Mirassol não deu certo. Para conseguir as verbas, a Associação precisaria ser dona do terreno.

Segundo o prefeito de Mirassol, José Ricci Junior, a administração não fez a doação pois a entidade não tinha o dinheiro. “Eles disseram que tinham uma verba, mas na verdade não tinham. Por isso essa ideia não foi para frente.” Ricci afirma que a construção de um novo hospital levaria de 2 a 3 anos, e por isso a Prefeitura estuda comprar a Maternidade, que já está estruturada.
   17/10/2009 - Rio Preto tem mais 6 com gripe suína
   17/10/2009 - Usuários reclamam de UBS do Vetorazzo
   16/10/2009 - Gripe suína mata gestante de 5 meses
   16/10/2009 - Região zera fila para transplante de córneas
   15/10/2009 - Beneficência testa aparelho contra Parkinson
   15/10/2009 - Catanduva confirma óbito por gripe suína
   15/10/2009 - Rio Preto ganha Núcleo de Saúde da Família
   15/10/2009 - Região tem mais 24 ‘jovens acolhedores’
   14/10/2009 - Paciente diz ter sido violentado no Bezerra
   14/10/2009 - Rio Preto e região confirmam 12 novos casos de gripe suína
   10/10/2009 - Relatos de ataques de escorpião sobem 20%
   10/10/2009 - Autoridades investigam se mulher morreu de gripe suína
   10/10/2009 - Saúde conscientiza os jovens sobre a importância da vacina
   09/10/2009 - Bebê morre após picada de escorpião
   09/10/2009 - Rio Preto registra 7º óbito por gripe suína
   09/10/2009 - Família culpa hospital por morte
   09/10/2009 - Médico alerta sobre câncer do colo do útero
   08/10/2009 - Hospital de Base reduz leitos para controlar infecção
   08/10/2009 - Jovem de 28 anos morre de gripe suína
   07/10/2009 - Grupo luta contra o vício de comer

Conheça São José do Rio Preto

Grupo Diário de Comunicação
Jornal Diário da Região: Quem faz o jornal | Assine o jornal | Anuncie no jornal
FM Diário:
Quem faz a FM Diário | Anuncie na FM Diário
Site Diarioweb:
Quem faz o site | Assine o Diarioweb | Mapa do site
Revista Vida&Arte: Quem faz a Revista | Anuncie na Revista
©Copyright 2000 - Todos os direitos reservados ao Grupo Diário de Comunicação - São José do Rio Preto-SP Brasil
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast ou redistribuído sem prévia autorização.
Resolução mínima de 800x600