S. J. do Rio Preto - Domingo, 23 de novembro de 2014 




 
 
Notícias
Diarioweb Busca de Notícias

 
Arquivo de Notícias
Carnaval
Dossiê Diário
A inteligência contra o crime
Diário Olímpico
AgroDiário
A vida como ela é
Barretos
100 anos da imigração japonesa no Brasil
Beira D Água
Rio Preto 157 anos
Copa 2002
Charge
Cidades
Chame o Diário
Diário História
Copa 2006
Comportamento
Economia
Copa Diário/Sesc
CPI Banestado
Jogos Abertos
Rio Preto 156 anos
AgroDiário
Expo Rio Preto
Educação
Eleições
Santa Europa
Esportes
Rio Preto 154 anos
Meio Ambiente
Guerra no Golfo
Política
Paz no Trânsito
Revista Bem Estar
Rio Preto 153 anos
Saúde
Semae
Sua Casa
Tecnologia
Turismo
Últimas Notícias
Veículos
Zé Buracão
Divirta-se
Cinema
Teatro
Eventos e Shows
Galeria de Fotos
Coluna Social
Horóscopo
Diário Imagens
Opinião
Artigos
Bastidores
Coluna do Diário
Defesa do Consumidor
Dividida
Editorial
Flash Bola
Opinião do Leitor
Proteja-se!
Mário Luiz sabe o que diz
Serviços
Loterias
Estradas
Mapa do site
Notas de Falecimento
Contato
Nossos telefones
Fale Conosco
Disque Denúncia
Anuncie
Equipamento de segurança
Nova lei para extintores de carros entra em vigor
  Divulgação/Ipem  
Ipem realizou testes com extintores disponíveis no mercado

Ana Maria Almeida

Desde o dia 1º de janeiro, carros de passeio e utilitários fabricados no Brasil só podem sair de fábrica com extintores “ABC”, capazes de apagar princípios de incêndio na parte interna dos veículos, quando as chamas atingem bancos de couros, carpetes, estofamentos e espumas, entre outros itens. Até 2004, o extintor utilizado nos carros brasileiros, do tipo “BC”, era capaz de apagar apenas os incêndios no sistema elétrico ou de combustível dos veículos. De acordo com a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), os motoristas não são obrigados a trocar imediatamente seus equipamentos antigos. O prazo para substituição termina em 2010. A nova lei também altera a validade dos extintores, que passa de três para cinco anos. A troca do extintor deverá ser efetuada no final do período da validade. A recarga não é mais permitida.

A decisão pela mudança foi tomada com base em estudos realizados pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem), que em 2001 avaliou a qualidade do extintor oferecido no comércio e das oficinas de manutenção. No final dos testes, 58 oficinas de manutenção - entre as 59 pesquisadas - foram reprovadas. Os dois fabricantes avaliados passaram nos testes. No Brasil, há cerca de 15 fábricas de extintores, mas apenas três produzem extintores de um quilograma para carros.

Serviço:
Em caso de dúvida, reclamação, sugestão ou denúncia, o consumidor pode ligar para a ouvidoria do Ipem de São Paulo. O telefone é: 0800-130522. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer cidade do Estado das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Fonte: Ipem


Conheça São José do Rio Preto

Grupo Diário de Comunicação
Jornal Diário da Região: Quem faz o jornal | Assine o jornal | Anuncie no jornal
FM Diário:
Quem faz a FM Diário | Anuncie na FM Diário
Site Diarioweb:
Quem faz o site | Assine o Diarioweb | Mapa do site
Revista Vida&Arte: Quem faz a Revista | Anuncie na Revista
©Copyright 2000 - Todos os direitos reservados ao Grupo Diário de Comunicação - São José do Rio Preto-SP Brasil
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast ou redistribuído sem prévia autorização.
Resolução mínima de 800x600